segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Um flash eleitoral

@ Não entendo porque as pessoas se envolvem tanto com política a ponto de brigar umas com as outras. Ao vivo ou até pela Internet. Sei que o futuro do País está em jogo, essas coisas, mas não justifica alguém se esgoelar por um candidato se depois da eleição o ganhador fará igualzinho ao anterior e vice-versa. Acho que as pessoas entram nessa parada porque se sentem sozinhas. Escolhem um lado e ficam por ali, trocando idéias sobre programas de governo e torcendo para rolar um programa mais legal para esta noite – tipo bar, beijo na boca e motel. Então eu acho que política é só mais uma diversão. Não precisava ser tão violenta.

@ Esse começo não pega. Vão me chamar de alienada e, mais uma vez, corro o risco de terminar sem ninguém, como quase sempre. O jeito é pesquisar. Quem gosta mais de sexo? A esquerda ou a direita? Também não é por ai. Se você entrar na discussão tem que ter elementos, precisa ler jornais e isso eu não consigo porque me distraio muito, bebo muito e durmo muito. Perco a noção do tempo. Foi assim com o resultado da eleição. Só na segunda, quase noite, ouvi comentários na padaria e ainda assim precisei fazer umas sinapses: ontem+eleição=segundo turno. Também me esqueci de votar. Mais precisamente, dormi durante o pleito. Essa justificativa eles não aceitam.

@ Mas o de estar meio alheia nesta semana não significa qualquer desprezo pela democracia. Pelo contrário. Pode perguntar pra mim: posso fazer isso? Posso fazer aquilo. Sempre respondo: pode. Democracia é isso. No meu entender. Permitir tudo, menos coisas que fatalmente vão dar em merda, como pular deste prédio agora. Não é que não pode; não deve.

@ Mas, pense bem, não votar tem seu lado positivo. Você chega ao twitter e está lá o pessoal todo empolgado com o candidato A. Hora de entrar na festa. O mesmo pode fazer com a turma do candidato B. Sem nenhuma culpa. Não votei, foda-se. E se tivesse votado seria na Marina, com o único objetivo de evitar aquele mal-estar com a galera da oposição ou a galera do governo. O pessoal olha pra você meio chateado, mas não com ódio. Eu acho.

@_lulafalcao

2 comentários:

Blog Antonio Magalhães disse...

Porque as pessoas não defendem suas posições com argumentos. É o fenômeno do clubismo de futebol. É de um time ou outro. Vade retro. O PT éo primeiro passo para o obscurantismo. É o começo do fim da civilidade na política e na vida. Fuiii...

alameda1976 disse...

@comentando o comentário anterior, talvez falte posições ou argumentos ...
@Infelizmente, não é possível dormir e acordar com um país melhor, sem que haja o devido envolvimento democrático. Não somente na hora do voto, mas em todas as esferas possíveis de participação popular e social. Daí será possível dormir e sonhar com um país melhor. creio nisso!

Postar um comentário